[Resenha] Marina

Marina

Autor: Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788581050164
Páginas: 189
Formato: 16 x 23
Ano: 2011
Resenhista: Cris Sanlim


Sinopse:

Neste livro, Zafón constrói um suspense envolvente em que Barcelona é a cidade-personagem, por onde o estudante de internato Óscar Drai, de 15 anos, passa todo o seu tempo livre, andando pelas ruas e se encantando com a arquitetura de seus casarões.

É um desses antigos casarões aparentemente abandonados que chama a atenção de Óscar, que logo se aventura a entrar na casa. Lá dentro, o jovem se encanta com o som de uma belíssima voz e por um relógio de bolso quebrado e muito antigo. Mas ele se assusta com uma inesperada presença na sala de estar e foge, assustado, levando o relógio. Dias depois, ao retornar à casa para devolver o objeto roubado, conhece Marina, a jovem de olhos cinzentos que o leva a um cemitério, onde uma mulher coberta por um manto negro visita uma sepultura sem nome, sempre à mesma data, à mesma hora.

Os dois passam então a tentar desvendar o mistério que ronda a mulher do cemitério, passando por palacetes e estufas abandonadas, lutando contra manequins vivos e se defrontando com o mesmo símbolo - uma mariposa negra - diversas vezes, nas mais aventurosas situações por entre os cantos remotos de Barcelona. Tudo isso pelos olhos de Óscar, o menino solitário que se apaixona por Marina e tudo o que a envolve, passando a conviver dia e noite com a falta de eletricidade do casarão, o amigável e doente pai da garota, Germán, o gato Kafka, e a coleção de pinturas espectrais da sala de retratos.

Comentário

Não sei como falar de Marina como contar o livro todo. Talvez essa venha ser a resenha mais curta, quem sabe a pior, mas não é o caso do livro.
Marina é do tipo de livro que lhe surpreende. Comecei a leitura sem saber da nada; o que realmente encontra ria no livro e nem conhecia a escrita de Carlos. E assim foi... Página um, página dois e pronto, acabou o livro. A leitura flui de uma forma incrível. Eu pude sentir o gosto de cada palavra e me conectar com a estória de Marina e Óscar.
Óscar é daqueles tipos personagens curiosos e sozinhos. Ele vive em orfanato e como já tem 15 anos, é quase difícil ser adotado. Movido por sua curiosidade, ele conhece a enigmática Marina, uma jovem de 15 anos que vive com seu pai e seu gato.
Uma trama de mistério desenvolve-se no livro com a aparição regularmente de uma mulher misteriosa em cemitério. Eles a segue e é onde toda a estória começa a se ligar — ou não. Vários segredos são revelados em Barcelona - Espanha. É impossível largar a leitura.
A narração de Carlos em Marina se dá em primeira pessoa do pretérito e é leve superleve, ao mesmo tempo em que é forte. Várias vezes o livro me fez refleti em tudo e em nada. Temos estórias bobas a princípio e depois mergulhamos nunca estória forte. Marina me tirou lágrimas.
O livro é repleto de frases para refletir, que eu realmente amei, e vou deixar algumas com vocês:

“Só as pessoas que têm algum lugar para ir podem desaparecer”, respondeu, sem explicações.
O tempo faz com o corpo o que a estupidez faz com a alma - apodrece!
A natureza é como uma criança que brinca com as nossas vidas. Quando cansa dos brinquedos quebrados, ela os abandona e substitui por outros. É responsabilidade nossa recolher as peças e reconstruí-las.

Julgando o livro:

Capa: 8
Diagramação: 7. A diagramação é simples, mas como não achei nem um erro, ganha vários pontos.
História: 10. Não tem como negar que é altamente original.
Tempo: 10. Não me perdi nem se quer uma vez no tempo da trama.
Espaço: 10. É como se eu estivesse ido em Barcelona e todos os locais.
Nota geral: 9

11 comentários:

  1. Oi,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabêns por seu cantinho e muito sucesso aqui!

    Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir,será muito bem vinda!

    Ah,tem sorteio rolando por lá,participa? :)

    Beijinhos no core!

    http://umamulherbemvestida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei de sua resenha sim, ficou muito boa, imagino o quanto deve ter sido difícil para escreve-la já que achei o livro muito interessante. Imagino que deve dar uma vontade de ler mais quando o livro a capa, achei ele curto e com um enredo surpreendente.

    Abraços
    http://entrepaginasdelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Realmente o livro é fininho, mas muito interessante.
    Obrigada pela visita aos dois.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. A capa já tinha me deixado bem curiosa e a sua resenha é a segunda que leio deste livro.
    Estou bem interessada mas infelizmente não sei quando poderei ler D:

    Beijos,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. A capa me parece meio sombria e pelo o que você falou na resenha de ter um cemitério na história reforçou a minha teoria hihihihi
    Brincadeiras a parte, mais do que sombrio o livro me parece muito misterioso e isto me deixa muito curiosa.
    Adorei as frases também, são muito inteligentes e profundas. ^^
    Primeira resenha que leio desde livro mas já fiquei bem interessada nele!
    Mil beijos,
    Ingryd Lessa - PseudoEstante

    ResponderExcluir
  6. Tão falando super bem deste livro e pelas frases que você colocou dá para entender o motivo.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. A capa é sombria e misteriosa, ao mesmo tempo que não. Ela está ligada com a estória do livro.

    O livro é completamente assim, Ingryd!

    Bjs, meninas!

    ResponderExcluir
  8. Estou super ansiosa pra ler esse livro, todas as resenhas que leio dele são super positivas, e isso faz com que eu fique com mais expectativas a respeito dele! Parabéns pela resenha, bjo Cris!

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha, Cris.
    Eu tenho um ou dois livros do escritor aqui, mas ainda não cheguei a ler. Depois dessa sua resenha, vou ler os livros dele e comprar Marina.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não Zafón, mas dizem que é muito bom. Gostei da resenha, pelo jeito o livro tem um bom enredo. Gostei dos trechos finais :D

    ResponderExcluir
  11. Sinceramente, quando vi a capa deste livro pela primeira vez fiquei com um pé atrás, ela parece tanto de paradidático! Porém depois que li algumas resenhas sobre ele comecei a dar um espaço para este livro na minha estante uahsahsuahs
    Já ouvi muitos elogios ao escritor, apontado por muitos como um dos melhores do nosso tempo e isto me animou mais ainda para ler.

    ResponderExcluir

Antes de comentar:

Adoraria saber a sua opinião, então não deixe de expor sobre o post! Mesmo querendo muito saber da sua opinião, os comentários precisam ser aprovados, para evitar comentários ofensivos e desrespeitosos.
E peço também que não peça parceria nem divulgue explicitamente o seu blog, pois temos o formulário de contato que serve para tudo isso.
E se você tem um blog, coloca um link para que eu possa visitar e deixar um comentário, mas nem sempre será possível, porém tentarei ao máximo.

Então, agora, deixe-me ouvir você :)

Perfil Perfil Image Map

 
Copyright © 2016 | Junto com Cris Lima | Layout e codificação por Cris Lima | Hospedado pelo Blogger