[Resenha] Jogos Vorazes

Jogos Vorazes


Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco
ISBN: 9788579800245
Páginas: 400
Formato: 13,7x20,7
Preço: R$ 39,50
Resenhista: Cris Sanlim




Sinopse

Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Atenção: pequeno Spoiler. Na verdade, nem o considero assim. Mas é bom avisar.

Comentário

Eu já deveria ter feito essa postagem há muito tempo. Já li a trilogia, assisti ao primeiro filme na pré-estreia. Mas Jogos Vorazes foi muito além do que imaginei e me marcou. Com o final de A Esperança, não sei dizer se foi feliz, mas, com certeza, carregado de tristeza. E esse foi o motivo pelo qual não conseguir escrever nada no blog antes. É bem provável que essa resenha não saia do jeito que quero.

A narração de Suzanne Collins é em primeira pessoa. Todo o livro é na visão da personagem, Katniss. A narração do livro é pobre em enrolação. Tudo direto ao ponto, nada de rodeios. Mas isso não a deixa pobre em detalhes. Mesmo sem o filme, consegui visualizar todo o cenário e pessoas. Suzanne ganhou pontos comigo logo de cara por ser tão direta.

Katniss Everdeen é o tipo de personagem que anda escasso nos livros. Se eu não gostasse dela, com plena certeza, não teria nem terminado o livro. Ela expõe muito bem o seu jeito em cada página, como: sua força, determinação, sofrimento e amor pela irmã. Depois da morte do pai, ela precisa, literalmente, alimentar sua família. E ela faz com a caça.

Primrose Everdeen é uma garota sensível, na medida do possível. Nesse primeiro livro, pouco se vê a personagem, mas, de acordo com Katniss, ela é amada por todos, por causa do seu jeito de lhe dar com as pessoas e sua sensibilidade com a medicina.

Peeta Mellark é um bom garoto, que preza pelo jeito de ser. Ele é esperto e muito inteligente, consegue enxergar muito além do que se vê nos Hunger Games. Sem ele, Katniss morreria logo de início.

Cinna é o estilista de Katniss e um amigo também. Eu amei o personagem, pois é incrível, criativo e esperto também.

Rue é tão marcante quanto Prim. Tem apenas 12 anos e foi selecionada para os games. Apesar da pouca idade, a garota é esperta, muito esperta. Sua morte me fez chorar tanto e só aí a raiva do Capitol realmente surgiu. Somente aí eu consegui entender a dimensão da filosofia que o livro traz.

Capitol. Pode-se traduzir essa palavra para: exagero. Enquanto alguns distritos morrem de fome, seca, doenças pela falta de saneamento básico, a população da capital usufrui de uma vida de regalias, modificação no corpo, roupas regadas de glamour exagerado, por assim dizer. Enquanto você morre de fome, vivemos uma vida fácil e nos divertimos vendo você morrer, nos games, é claro. Mas o real problema não são os habitantes, é o Presidente.

Snow. Repugnante. Pode ganhar muito bem o vilão do ano. É muito obvio que por ser um livro distópico, o regime político não é nada perfeito. Apesar de não considerar um regime do não — não pode isso, não pode aquilo — tem suas severar leis, mas a maior é contida naquelas tão conhecidas frases. Happy Hunger Games! E que a sorte sempre esteja ao seu favor. Pois é, que a sorte sempre esteja ao seu favor, seja tributo ou não, dentro ou fora dos jogos. Com esse tipo de governo, você só pode contar com a sorte mesmo.

Por último, não menos importante, os Games. É a arma do Capitol. Sua forma de lembrar a cada distrito que ele detém o poder, e que devem ser gratos por eles não pedirem 6 tributos por distrito para cada Jogo. E essa arma mexe com o que mais é vulnerável no ser humano: a mente, o psicológico. Adolescentes matando adolescentes. É matar ou morrer. Não se esqueçam: tudo televisionado para todo o país.

E para provar que Snow é repugnante, um conselho: os Games não acabam quando você sai da Arena; você sempre está jogando para sobreviver. Faça de conta que estamos na ambiente de Jogos Vorazes e aprenda com a experiência.

E Jogos Vorazes tem um clichê. Com a destruição mundial, apenas um país sobrevive e é... Três letrinhas muito famosas! EUA.

Detalhe básico: enquanto eu lia, era possível me ver comendo, bebendo algo, comendo. É impossível não sentir fome lendo Jogos Vorazes para mim.


Nota de 1 a 5:

5. Entrou na lista dos meus favoritos.

14 comentários:

  1. Muito boa a resenha do livro. Relata muito bem a história. Consultei antes de ler o livro e agora novamente quando escrevi minha própria resenha. Tomei a liberdade de citar seu link no meu blog como referência. ok?

    ResponderExcluir
  2. A resenha ficou bem escrita, pelo menos eu achei. Essa trilogia deve ser mesmo boa, uma pena é que o preço é um pouco pesado para estudantes como eu...hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vão ser só estes tres livros não vai ter mais não???

      Excluir
  3. Não sei porque, mas meu santo simplesmente não bate com este livro, talvez seja o fato de que os fãs dele criticam muito twilight e eu realmente não admito isto, por este motivo nunca dei uma chance a esta obra. Mas já ouvi bastante sobre ele, algumas amigas já leram e gostaram e me contaram um pouco do enredo. Eu sou uma pessoa que ama romances água com açúcar e talvez esse seja o grande problema, para mim JV só tem morte. Enfim, quem sabe um dia quando eu tiver um tempo e não tiver livros mais interessantes para ler eu não dê uma chance?

    ResponderExcluir
  4. Nossa ! Gostei muito do seu blog , você contou certinho a história , continue criativa com suas resenhas , eu tenho um blog sobre Jogos Vorazes , estou começando ele agora e gostaria que você seguisse ele e que fossemos parceiros , tem muito conteúdo bom : viciadosemthgblog.blogspot.com , bjs , espero que goste !!! =)

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente ainda não conheço esta série.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Thais Priscilla Pivetta10 de fevereiro de 2015 14:37

    Ah.. um dos meus livros preferidos. Nem vou estender meu comentário porque teria tanta coisa pra comentar... 
    Gosto dos dois primeiros livros mas esse ainda e meu xodó.

    Beijocas,Thais P.http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto muito de Em Chamas!
    Verdade, você pode levar anos falando de Jogos Vorazes e sempre teremos o que dizer.

    ResponderExcluir
  8. Vale muito apena ler, Rose!

    ResponderExcluir
  9. Muito bom! Terminei de ler os três em menos de uma semana e hoje terminei o "A Esperança". Fiquei meio triste e chorosa, porque me apeguei de verdade a história e a própria Katniss. Com certeza os três estão no meu Top 10 agora.

    ResponderExcluir
  10. Ótima resenha. Gostaria de lê-lo o mais breve possível, mas irá demorar um pouco, tenho outros livros na fila.
    Hey flor, obrigada pela visita e +follow no meu blog. Já estou seguindo aqui também.
    Beijinho e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  11. Sim, sim! Fiquei chorosa também. Sinto falta da leitura até hoje.

    ResponderExcluir
  12. Micka, entendo muito bem o seu lado. Jogos Vorazes nem teve o privilegio de ficar na fila de espera. Li rapidamente, passando na frente de todos os livros.
    De nada. Obrigada por seguir. 

    ResponderExcluir

Antes de comentar:

Adoraria saber a sua opinião, então não deixe de expor sobre o post! Mesmo querendo muito saber da sua opinião, os comentários precisam ser aprovados, para evitar comentários ofensivos e desrespeitosos.
E peço também que não peça parceria nem divulgue explicitamente o seu blog, pois temos o formulário de contato que serve para tudo isso.
E se você tem um blog, coloca um link para que eu possa visitar e deixar um comentário, mas nem sempre será possível, porém tentarei ao máximo.

Então, agora, deixe-me ouvir você :)

Perfil Perfil Image Map

 
Copyright © 2016 | Junto com Cris Lima | Layout e codificação por Cris Lima | Hospedado pelo Blogger